Cuidado!

Faça por sua própria conta e risco e não me responsabilize por qualquer merda que aconteça!

Para tirar proveito deste post, é necessário que seu Android esteja rooteado.

Uma vez um colega de trabalho estava se gabando de ser “espadinha” no Waze (na vida real eu nāo faço ideia). Eu acabei baixando o Waze pra dar uma olhada em como funcionava e tudo o mais. Em menos de uma semana eu passei ele na pontuação e, de quebra, fiquei em quinto lugar no ranking semanal do Brasil! E o melhor de tudo: eu nem sequer usei o Waze em trânsito!

Ué! E como você conseguiu isso?

A resposta está na forma como o Waze calcula a pontuação: ele o faz baseado no tanto que você percorre enquanto está com o aplicativo aberto (claro que tem os pontos por reportar coisas no caminho, mas o básico é isso mesmo).

Então como você fez pra burlar a pontuação?

Na verdade eu não burlei a pontuação do Waze, eu burlei o GPS do sistema. Fiz parecer que estava em movimento quando, na verdade, estava sentado na minha cadeira tentando dominar o mundo trabalhando.

E como faz isso?

A ideia é mapear uma rota e constantemente alterar a localização do dispositivo para simular essa rota. Como esse processo é um saco e sempre existe um maluco que já pensou em fazer alguma coisa dessas, eu acabei baixando o Location Spoofer Pro, ele não é muito bem feito, mas serviu pra brincar um pouco.

O aplicativo permite alterar a localização usando o modo de desenvolvimento do Android, o problema é que usando esse modo o Waze não computava os pontos (pelo menos pra mim não deu certo), a solução foi mover o aplicativo para o local onde ficam os aplicativos de sistema (na pasta /system/app, mas sugiro usar o Titanium Backup pra fazer isso).

O mais legal é colocar uma velocidade muito alta e passar em locais engarrafados. Dependendo de como o Waze coletou as informações e do seu score, o trecho pode até ser considerado normal. O contrário também: você pode andar em ritmo de marcha fúnebre que o Waze pode considerar o trecho engarrafado.

Eu perdi as contas de quantas vezes atravessei a Transamazônica, quantos animais na pista reportei nas estradas e quantos trechos engarrafados percorri a mais de 200 Km/h!

E nem levei multa!

Ajudando meus coleguinhas do outro lado do Brasil!

Depois de um tempo brincando, a recompensa!

Agora eu já posso brincar de causar o caos no trânsito sem sair de casa!


[UPDATE] Eu recebi retorno de um pessoal dizendo que suas contas tinham sido bloqueadas depois de fazerem esses procedimentos. Eu não sei ao certo o que pode ter acontecido, já que eu não uso o Waze há um certo tempo. Talvez seja interessante colocar viagens de ida e volta que partam da sua localização atual e tenham a duração real da viagem para evitar o bloqueio.

Um pouco depois deste post, talvez por ironia do destino online, o Google resolveu zerar os pontos da minha conta (e congelá-los) porque nos últimos dias eu “reportei muitas coisas”. Interessante, soa como “Parabéns!!! Sua conta foi zerada porque você participou bastante!!!”… como eu não uso o Waze mesmo, pra mim tanto faz. (Inclusive não usava há um bom par de meses, nem sei como fui reportar tantas coisas assim nos últimos dias.)

Foi justamente por isso que eu demorei a escrever esse post. Eu já imaginava que depois de postar iria sofrer com as consequências.

Mas não deixou de ser divertido…